Comprar Casa: 10 dicas para quem o vai fazer pela primeira vez

comprar casa

Se vai comprar casa pela primeira vez, este é o artigo certo para começar

 

Para a maioria das pessoas, comprar casa própria é um dos grandes objetivos de vida. Para quem compra a primeira casa, nada é mais excitante do que ter finalmente a chave na mão e sentir-se dono de algo para o qual se esforçou para atingir.

Mas antes disso existe toda aquela emoção enquanto está à procura e vê algumas casas, seja na internet ou in loco. Nesta fase, começa a imaginar como vai decorar e arrumar as coisas na casa nova. Já se vê a passar as noites de fim de semana na varanda com vista para o mar ou a planear a forma como vai decorar o quarto dos miúdos… Esta é, sem dúvida, a melhor fase!

As emoções entram, assim, em jogo no processo de compra e todos estes pensamentos felizes do futuro levam-no a dizer à agência para remover a placa a dizer “Vende-se” e que quer mudar-se no mês seguinte. Mas não se precipite, leve o tempo que precisar e tenha estratégia, pois comprar casa pode asfixiar as suas finanças nos anos que se seguem.

Em baixo, apresentamos 10 dicas que deve ter em conta quando vai comprar casa pela primeira vez:

1. O timing para comprar casa é tudo

Os preços das casas aumentam e caem e são influenciados por vários fatores, incluindo a oferta e a procura, assim como o contexto económico em geral. Como é óbvio, é muito mais proveitoso comprar quando os preços estão em baixo. Se encontrar uma propriedade cujo preço no momento é elevado, mas prevê que vai baixar num ano ou dois devido a novas políticas do governo, por exemplo, então deve congelar a compra e solidificar as finanças para que possa dar entrada com um sinal maior no futuro.

2. Planos a longo prazo para a casa

Muito provavelmente, a casa que comprar é para viver (e não para férias ou alugar, por exemplo), mas será que pensou a longo prazo? Se tenciona vender no futuro, a localização da casa terá um grande impacto na sua valorização, pelo que deve pensar duas vezes no local da propriedade quando decidir comprar.

3. O tamanho importa

Pese embora uma mansão gigante seja a sua casa de sonho, o tamanho acarreta mais custos. Se confrontado com uma escolha entre casas com preços semelhantes, em que uma delas tem mais uns metros quadrados, é tentador escolher a maior e, na maioria dos casos, é uma jogada inteligente. Porém, uma propriedade grande tem mais custos associados à manutenção e pode ter despesas mensais maiores.

4. Procura de casa para alugar

Se planeia comprar casa com o intuito de alugá-la, faça um mini estudo de mercado sobre a procura de casas para alugar. Mesmo quando a procura é elevada, não se precipite e tente pagar o crédito à habitação já com dinheiro da renda.

5. Programas de apoio à habitação

Existem vários programas por parte do Estado com o objetivo de ajudar os cidadãos a comprarem a sua própria casa. Pesquise e veja se é qualificável para algum.

6. Compare financiamento para comprar casa

O banco escolhido pela maioria das pessoas que vai comprar casa é aquele com o qual têm uma relação há algum tempo. Mas com tantos bancos a disponibilizar crédito habitação, pode poupar imenso dinheiro em pagamento de juros só por comparar as várias ofertas.

7. Muito cuidado com a inflação

Nem mais, não julgue que escapa à inflação. O melhor seria fazer um estudo para saber a tendência da inflação de modo a perceber se um crédito à habitação de longo prazo (digamos 30 anos, por exemplo) é mais vantajoso do que um de curto prazo com o qual iria poupar em taxas de juro. Se a inflação for elevada, o montante do empréstimo que irá pagar nos anos seguintes poderá mesmo ser menor do que pode parecer na avaliação atual.

8. Construa um fundo de emergência

Ter um fundo de emergência adquire importância acrescida quando se está a comprar casa, pois vai precisar de arranjar maneira de pagar as prestações mensais caso perca repentinamente a sua fonte de rendimentos primária. Trabalhe para conseguir juntar algum dinheiro de parte para o fundo de emergência, que idealmente deveria ser suficiente para cobrir algumas prestações mensais e despesas domésticas enquanto procura trabalho.

9. Arranje uma agência

Pode fazer o trabalho todo sozinho e comprar uma casa por conta própria, mas ter a ajuda de uma agência pode aliviar muito do stress associado ao processo. Um agente que trabalhe para si pode guiá-lo e aconselhá-lo em formas de poupar dinheiro na propriedade em que está interessado. Encontre alguém com experiência e em quem possa confiar. Peça referências a amigos e colegas.

10. Orçamento para custos adicionais

Como é de esperar, pode estar demasiado concentrado no preço da propriedade e esquecer-se dos outros custos relacionados com a compra da casa, como são os casos de impostos e taxas. Pode igualmente ter de pagar uma comissão ao agente que o ajudou a arranjar casa.